comnazare

espiritualidades


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Conhecer o Pai-Dário Pedroso

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Conhecer o Pai-Dário Pedroso em Qui 22 Maio - 4:31

COMO ENCONTRAR O PAI ? MEU E VOSSO PAI... (Jo 20,16)


Na Basílica do Coração de Jesus, orientado pelo Padre Dário Pedroso, houve um encontro que ocupou três serões, nos dias 23, 24 e 25 de Março, com muita afluência de pessoas, não só da cidade mas das freguesias do Arciprestado (e não só). Aqui fica registada o resumo esquema das três conferências.

No A. T. Deus apresenta-se como um Deus, que dialoga, um Deus pessoal (cf Gn 26,24), o Deus dos pais ( cf Ex 3,.6), sempre presente na história do seu povo( cf Dt 7,12). É o Deus da relação e da aliança, um Deus que se revela como Pai ( cf Jo 31,9.32), um Deus a quem o Povo vai chamando de Pai, invocando-O em seu favor ( cf. Is 63,16). Mas é no N.T., através da revelação feita em Jesus Cristo, que podemos "descobrir" o rosto de Deus, percebê-Lo como Paizinho.

1° Se o cristão é filho de Deus, em Jesus Cristo, o FILHO por excelência, se tudo na vida de Jesus é essencialmente "filial", se o normal seria termos uma relação amiga, filial, confiante, afectiva com o PAI, porquê tantos cristãos não conseguem chegar a viver esta dimensão? Há ídolos, pequenas deuses (o dilúvio da idolatria, dizia Bossuet) que nos impedem de reconhecer Deus como PAI e de viver a dimensão fililial até às últimas consequências. Esses "deuses" são, principalmente: deus-juiz, deus-policia, deus-comerciante, deus-provedor, deus-máquina, etc. Precisamos de um "exorcismo" para expulsar estes deuses e chegar ao Abba-paizinho revelado por Jesus.

2° Quais são as principais causas que impedem esta relação filial e amorosa e que deram lugar a esta " profusão de ídolos" ?
a) A primeira, de molde sócio religiosa, parece ser a crise de paternidade; o pai é figura em decadência; No próprio Jesus vemos com mais facilidade a dimensão horizontal (o Cristo dos pobres) do que a dimensão vertical: o Filho sempre em comunhão com o Pai.
b) A segunda, parece ser a educação viciada que leva a olhar Deus sempre dum modo negativo: castiga, não gosta de nós, ralha, ameaça (até quando há trovoada é Ele a ralhar).
c) A terceira, é o resultado duma catequese (sermões, pregações, más experiências com a rigidez de confessores, etc.) que apresenta um Deus irado, pronto a castigar... a ira divina. d) A quarta, que é muito frequente, é a experiência duma má paternidade humana; depois, projecta-se em Deus a experiência do pai terreno tantas vezes austero, agressivo, bêbado, autoritário, castigador.
Estas e outras causas vão-nos impedindo de olhar Deus como Abba, descobrir o Paizinho revelado por Jesus. Mas o Espírito Santo, em nós, continua a clamar " abba-paizinho" (Rom 8,15)

3° Jesus revela-nos o Pai, dá-no-Lo, quer que vivamos como Ele a verdadeira dimensão filial. Várias dimensões evangélicas são a revelação do Pai, do Deus-Amor, são facetas diversas do "rosto do Pai".
a) Pai Providente (Mt 6,25-34). Este texto coloca diante de nós o amor providente do Pai. "Não vos inquieteis", valeis mais que os lírios do campo...
b) Pai, Doador universal (Mt 7,9-11-). O nosso Deus não é avaro. Dá tudo e dá-se todo. Tudo é Dom do seu amor
c) Pai, Divino Semeador (Lc 8,4- li ). O Pai semeia sempre a sua Palavra. A Palavra não é uma coisa, é uma Pessoa, o Verbo.
d) Pai, Agricultor Divino (Jo 15,1-Cool, que cuida da Videira, poda-a, quer que dê fruto. A sua alegria e a sua glória é que demos fruto em abundância.
e) Pai, Senhor da missão (Jo 17, 6 e 11). O Pai teve a iniciativa de enviar Jesus; ama o mundo e envia seu Filho para o salvar. A alegria da missão.
f) Pai, Deus de Misericórdia.( Lc 15,20), que não só perdoa mas alegra-se em perdoar, faz festa, acarinha, beija e abraça o filho pródigo, porque apesar de pecador não deixa de ser filho ( João Paulo II).
Esta série de textos, completados pela doutrina paulina ( Ef 3, 1-7, etc.) pode ajudar-nos a descobrir através da oração e da reflexão o verdadeiro rosto de Deus como ABBA.

4° Filhos no Filho. Jesus é o Filho por excelência, mas de Unigénito tornou-se, pelo mistério pascal, o Primogénito. Somos filhos no Filho. Ele, Jesus é o modelo da nossa filiação.
a) Amor filial, apaixonado pelo Pai, vive d'Ele e para Ele. Sempre centrado no Pai com amor filial." Não sabíeis que me tenho de ocupar das coisas do meu Pai (Lc 2,49),
b) Oração filial. Sempre que reza, reza ao Pai. Pai Bom, Pai Justo, Pai Santo, "Eu Te bendigo ó Pai", "Pai se é possível.. ", " Pai nas tuas mãos entrego o meu Espírito"," Pai, perdoa-lhes.. ).
c) Vontade filial. Para Jesus amar o Pai foi sempre fazer a sua vontade. "Eis-Me aqui ó Pai para fazer a tua vontade". "Eu não busco a minha vontade mas a d'Aquele quem Me enviou" (Jo 5,30); " Tudo está consumado" (Jo 9,30).
d) Vida filial. A primeira e única frase dita em 30 anos de vida oculta foi para falar do Pai (Lc 2,49). Depois, na vida pública, tudo é vivido, rezado, trabalhado, realizado com o coração, a vontade, a vida centrada no Pai. "Eu e o Pai somos um" (Jo 10,30), "Filipe quem Me vê, vê o Pai" (Jo 14,9); "Acreditai que estou no Pai e o Pai em Mim" (Jo 14,11).

5° "Meu e Vosso Pai" Quando Jesus, na manhã de Páscoa, diz a Madalena : " Vai dizer a meus irmãos, que ainda não subi para meu Pai e vosso Pai" ( Jo 20,16), é a primeira vez que trata os discípulos por irmãos. Doravante Ele é o Primogénito de muitos irmãos. N'Ele todos podemos e devemos descobrir o Pai, relacionarmo-nos com Ele com verdadeiro amor filial. Como afirma S. João: " Vede com que amor nos amou o Pai, ao querer que fôssemos chamados filhos de Deus. E, de facto, somo-lo (i Jo 3,1). É esta a maior maravilha da nossa existência: Deus é Pai, Deus é meu Pai. Acreditar, ter fé, é acreditar no Pai, no seu amor. Daqui nascerá a decisão de viver como filhos, de amar, rezar, sofrer, trabalhar como filhos. Daqui nascerá a humilde súplica ao Espírito Santo, que em nós clama "Abba- paizinho" ( Rom 8,15), que nos dê a graça de crescer sempre mais na nossa vocação e dimensão filial.
Adrião Simões

Ver perfil do usuário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum