comnazare

espiritualidades


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Mistica cristã

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Mistica cristã em Ter 22 Jul - 15:15

OS CAMINHOS DA MÍSTICA CRISTÃ

O termo “místico” refere-se a um conhecimento de algo oculto, desconhecido, misterioso, ou seja, de Deus. 

Pode-se separar “vida mística” da “oração mística”. Vida mística designa toda uma vida em que se experimenta habitualmente a ação interior de Deus; e oração mística é a forma de oração em que se consegue certa passividade e silêncio amoroso na comunicação com Deus. 

A mística cristã segue alguns caminhos característicos, comuns e conhecidos.

Existe uma tipologia ou classificação em diferentes grupos de caminhos que pode seguir a mística cristã. São principalmente cinco os caminhos que pode seguir a mística cristã: o caminho do amor (mística esponsal), o caminho do intelecto (mística da essência), o caminho da conformidade com Cristo, a mística da ação apostólica e a mística cósmica. 
Cada um destes cinco caminhos comporta outros sub-caminhos ou ramos, que expressam toda a riqueza da mística cristã. 

A MÍSTICA DO AMOR 

Esse é o caminho do afeto e do amor ardente por Deus; é chamado de mística esponsal, pois, considera-se a alma como a esposa, e Deus como o esposo. Estabelece-se assim, uma relação afetiva, amorosa e apaixonada entre Deus e a alma. Esse é o caminho dos apaixonados por Deus ou por Cristo. Modelo da mística esponsal é o livro do Cântico dos Cânticos, sempre lido e relido pelos apaixonados por Deus.
Seguiram este caminho: São Boaventura, Santa Teresa de Ávila, São João da Cruz, Santa Teresinha, São Bernardo. 

A MÍSTICA DO INTELECTO 

É chamada de mística da essência, ou mística intelectual, ou mística teórica, pois busca-se Deus pelo caminho da verdade, do conhecimento, do intelecto. Essa é a mística em que o conhecimento de Deus e sobre Deus, é mais importante que o amor de Deus. Ainda que não se despreze o amor de Deus, neste caminho se valoriza mais a “verdade”, o “conhecimento”, a “inteligência”.
Seguiram este caminho: São Gregório de Nissa, Dionísio Areopagita, Santo Tomás de Aquino, Mestre Eckhart, Ângelus Silesius. Top of Form 1
Bottom of Form 1

A MÍSTICA DA CONFORMIDADE COM CRISTO 

Nas místicas anteriores, pode-se talvez, ter uma atitude bastante abstrata em relação à divindade, mas neste caminho, da conformidade com Cristo, se expressa um caminho inteiramente “Cristão”. Esse é o caminho dos que tem como propósito “imitar Cristo”, “conformar-se com Cristo”, “ter os sentimentos de Cristo”, ou como diz Paulo “ser outro Cristo”.

Um dos primeiros exemplos históricos deste caminho é o “martírio”. Como sabe-se, o mártir encaminhava-se ao martírio com o desejo de conformar-se com a morte e o sofrimento de Cristo. 

Na Idade Média esse caminho foi muito utilizado, e manifestava-se de diversas maneiras. Por exemplo, os Franciscanos buscavam imitar Cristo, por uma vivência plena dos ensinamentos evangélicos. 

Outros, queriam imitar a cena do Lado transpassado pela lança na crucificação, e assim, trazer em si mesmos, os sentimentos e afetos de Cristo; buscavam um conhecimento profundo dos “sentimentos interiores” de Cristo. 

Outros queriam unir-se a obra da Redenção, oferecendo seus sofrimentos e dores como forma de reparação e de co-redenção, lembrando aquilo que Paulo dizia: “Completo em minha carne o que falta aos sofrimentos de Cristo”.

Neste contexto, surge a mística eucarística, que consiste num amor ardente a Eucaristia, adoração ao Pão, além da busca de uma união contínua com Deus por meio da comunhão freqüente ou diária. 

Ainda neste caminho, já no século XVII, a escola do cardeal Bérulle, insiste na conformidade com Cristo nos diversos estados de sua existência, principalmente no seu sacerdócio. Unindo-se ao sacerdócio de Cristo e imitando-o, o sacerdote e também o leigo (participante do “sacerdócio comum”), vivem a união com Deus, por meio da conformidade com Cristo. Top of Form 2
Bottom of Form 2

O CAMINHO DA MÍSTICA APOSTÓLICA 

Os místicos apostólicos, em geral, não escrevem livros e nem falam de suas experiências místicas. Essa forma de mística consiste na ação desapegada e generosa em favor do Reino de Deus. Os místicos apostólicos querem ardentemente colaborar na construção do Reino de Deus. Eles, de certa forma, participam da ação de Deus sobre o mundo, são colaboradores de Deus na criação, salvação e santificação do mundo. Em geral os místicos apostólicos sobressaem por suas obras de amor aos homens e por sua caridade generosa.
Seguiram por este caminho: Santo Inácio de Loyola, São Camilo de Lélis, São Vicente de Paulo, Teresa de Calcutá. 

O CAMINHO DA MÍSTICA CÓSMICA 

Esse é um caminho místico em que encontra-se e busca-se Deus na contemplação e admiração da Natureza. A Natureza, com sua exuberância e beleza de formas, se torna um lugar privilegiado de encontro com Deus. O místico percebe e “enxerga” Deus em todas as manifestações e belezas no mundo natural e da vida. A Natureza é o espelho onde o místico contempla e encontra Deus.
Seguiram por este caminho: São Francisco de Assis, Teilhard de Chardi
n.

Enviado pelo Gil

Ver perfil do usuário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum